Cirurgia do queixo (Mentoplastia)

Remodela o queixo, inserindo um implante ou realizando uma redução do osso cirurgicamente. Aumento de queixo é normalmente feito junto com uma rinoplastia (plástica do nariz) ou em um completo rejuvenescimento facial.

Implantes podem incluir silicone sólido, ossos ou gordura do corpo do paciente.

Duração:
De meia-hora a 2 horas, dependendo das circunstâncias.

Efeitos Colaterais:
Dificuldade de falar e sorrir por vários dias após a cirurgia. Se a cirurgia necessitar de suturas internas na boca, o paciente pode ser obrigado a ficar em dieta líquida por vários dias.

Recuperação:
Se a cirurgia for realizada com a técnica intra-oral, podem ser necessárias suturas internas na boca, o paciente deverá ficar em dieta líquida por vários dias. Pacientes voltam a trabalhar em 1 semana e a fazer atividades físicas leves em média de 2 semanas.

Riscos:
Possível sangramento, infecção, dormência facial ou reação à anestesia. Contratura capsular no qual a cicatriz pode ficar endurecida. O implante também pode sair do lugar ou migrar para sair da pele, exigindo uma segunda cirurgia.

Resultados:
Permanentes.

Tecnologia:
Alguns implantes de queixo são inseridos pela parte de dentro do lábio inferior (incisão intra-oral) para evitar cicatriz no rosto. Aumento de queixo é normalmente feito em conjunto com lipoaspiração para remover gordura de baixo do queixo e pescoço.

Internação:
Sem internação – normalmente o procedimento é realizado no consultório do médico, ou no paciente internado, se esse for realizar outros procedimentos estéticos.

Anestesia:
Local com sedação




Quem leu "Cirurgia do queixo (Mentoplastia)" também leu:

Cirurgia do queixo (Mentoplastia)

Os artigos publicados no portal Índice de Saúde são para uso informativo e não substitui a consulta de um profissional de saúde.