O trabalho do psicólogo clínico pode ser exercido de várias maneiras. O mais difundido é a modalidade de atendimento individual em consultório, onde o psicólogo auxilia o cliente no seu processo de auto-conhecimento, de expressão e aquisição de novos comportamentos, favorecendo uma vida mais satisfatória.
Contudo, há momentos na clínica em que as paredes do consultório restringem a evolução terapêutica, e são identificadas demandas para intervenções terapêuticas no ambiente natural do cliente. O psicólogo que exerce esta modalidade de atendimento é denominado acompanhante terapêutico (AT). Trata-se de uma modalidade pouco conhecida pelo público leigo, mas que traz resultados clínicos significativos.
O trabalho do AT consiste em atuar em parceria com um terapeuta ou com uma equipe multidisciplinar (com psiquiatras, terapeutas ocupacionais, psicólogos clínicos), a depender das necessidades de atenção ao cliente. Esta modalidade de atendimento pode ser requisitada para atender uma diversidade de demandas, tais como clientes demenciados, portadores de transtornos psiquiátricos, portadores de deficiência mental, entre outros. Os objetivos terapêuticos são planejados em conjunto, através de reuniões periódicas e freqüentes entre todos os profissionais.
Dessa maneira, a sua função consiste, por exemplo, desde acompanhar o cliente na administração de seu medicamento (para os casos com acompanhamento médico), auxiliar nas atividades de vida diária até fazer orientações à família e demais envolvidos sobre o manejo do cliente, ser um elo com a Equipe multidisciplinar, atuar como conselheiro, e auxiliar no desenvolvimento de novas habilidades comportamentais para que o cliente caminhe em direção à autonomia.
Este papel de acompanhante pode também ser exercido por outros profissionais da saúde, tais como médicos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros.
O trabalho do psicólogo realizado em equipe, e comprometido diretamente com o ambiente natural do cliente, potencializa os ganhos terapêuticos, favorecendo uma maior tendência à sua manutenção.

O que é ser Acompanhante Terapêutico (AT).

Pode ter certeza, você também vai gostar disso: