Conceito:
É uma doença infecciosa aguda e de curta duração, causada por vírus (Flavivírus) e transmitida por mosquito infectado Aedes aegypti.

Transmissão:
A febre amarela não é transmitida de uma pessoa para a outra.
Febre amarela silvestre: é transmitida ao homem pela picada de mosquitos do gênero Haemagogus infectados. Febre amarela urbana: é transmitida pela picada de mosquito Aedes aegypti infectados.
A febre amarela pode aparecer em áreas urbanas, silvestres e rurais.
O reservatório do vírus da febre amarela urbana é o homem e da silvestre é o macaco.

Sintomas:
Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelados) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). Após a picada do mosquito transmissor a doença começa a se manifestar dentro de 3 a 6 dias (chamado período de incubação). Nas zonas endêmicas, boa parte dos casos, não apresenta sintomas (quadros assintomáticos). Nos sintomas chamam atenção, a febre e a mialgia (dor muscular), principalmente nas costas. Cefaléia intensa (dor de cabeça), perda do apetite, náuseas e vômitos completam o quadro clínico. Com mais 3 ou 4 dias de evolução a maioria dos pacientes melhoram e os sintomas desaparecem. A doença apresenta curta duração, no máximo dez dias.
Tratamento apenas sintomático:
Repouso, hidratação e uso de antitérmicos que não contenham ácido acetilsalicílico (em função do risco de hemorragias).

Profilaxia:
Vacina dose única, e deve ser tomado 10 dias antes de viajar para a área endêmica e tem a duração de 10 anos.

Prevenção:
Informar a população sobre a doença e como evitá-la: não deixando água parada se acumular em latas, pneus e vasos de plantas. Limpeza periódica de caixas d’água. Uso de repelentes.

Febre Amarela

Pode ter certeza, você também vai gostar disso: