5 Alimentos que Baixam o Colesterol naturalmente
Autor: Dr. Pedro Lemos

5 Alimentos que Baixam o Colesterol naturalmente

Você provavelmente já viu que certos alimentos são úteis para a redução de colesterol. Mas como exatamente a dieta e colesterol estão ligados?

publicidade

Diminua o seu Colesterol Naturalmente sem Remédios

Adicione estes alimentos versáteis na sua dieta para ter um coração saudável.

Você provavelmente já viu que certos alimentos são úteis para a redução de colesterol. Mas como exatamente a dieta e colesterol estão ligados? Vamos voltar por um minuto.

No caso de você precisar de uma atualização rápida sobre o colesterol, todos nós temos dois tipos de naturais em nossos corpos: HDL, o "bom" e o LDL, o tipo de "péssimo".

Em geral, ter um alto HDL é saudável, enquanto ter um alto LDL é associada a um risco aumentado de doença cardíaca.

Isso é porque o colesetrol ruim LDL tende a obstruir e endurecer as artérias, considerando que o HDL transporta LDL longe das artérias para o fígado para ser eliminado. Colesterol bom HDL também parece proteger contra danos aos vasos sanguíneos (um precursor principal artérias endurecidas).

Então não há colesterol dietético, encontrado em alimentos de origem animal. Especialistas que costumavam pensar que comer alimentos colesterol, como gemas de ovo e camarão, levantou os níveis de colesterol do sangue total. Pesquisa mais recente mostrou que não é verdade.

Mas o que sabemos ao certo é que outros alimentos (pense em aveia e amêndoas) podem ajudar a gerenciar ou melhorar seu perfil de colesterol total e reduzir o seu risco de doença cardíaca.

Abaixo estão os 5 super alimentos que diminuem os níveis de colesterol naturalmente e mais maneiras fáceis e saborosas para consumir esses alimentos mais vezes.

1- Grãos

São verdadeiramente os grupos de alimentos mais versáteis, uma vez que podem ser consumidos em pratos doces e salgados e são encontrados em muitas formas, incluindo grãos inteiros, purês como homus, farinhas integrais e produtos com massas baseada no integral. Adicione o feijão para uma omelete ou grão de bico cremoso.

Petisco de grão de bico assado no forno ou vegetais com molho de lentilha. Adicione o feijão ou as lentilhas para saladas ou sopas, usar macarrão integral, em vez de versões de trigo branco e trocar a farinha de trigo por farinha de grão de bico ou feijão. Você pode até usar um hummus ou purê de ervilhas ou lentilhas no lugar de molhos cremosos.

Vários estudos têm associado o consumo de grãos, como,...

publicidade

... feijões, lentilhas e ervilhas e grão de bico, com a redução do colesterol. Um estudo, publicado na revista associação médica canadense, encontrou que consumir diariamente  3/4 xícara de grãos ajudou a diminuir o mau colesterol LDL em 5%. Isso pode não parecer muito, mas é uma queda significativa.

2- Abacate

Em um estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia, os pesquisadores colocaram adultos com excesso de peso em uma dieta de baixa ou com moderada gordura, com ou sem abacate.

Enquanto a dieta de baixo teor de gordura diminuiu 7 mg/dL LDL, as dietas de gordura moderado produziram resultados ainda melhores: os que não comeram abacate não tiveram uma redução de 8 mg/dL em LDL, e o grupo que comeu abacate teve uma redução de 14 mg/dL.

Abacate vai com tudo! Com torradas de pão integral, em um smoothie, adicioná-lo para um omelete, fritada ou salada. Usá-lo para enfeite sopas, pimentão, peixe, frango, feijão, homus, grãos integrais ou legumes. Você pode também colher guacamole com vegetais crus como um lanche, use abacate no lugar de manteiga no cozimento e chicoteá-lo mesmo em molhos e pudins cremosos.

3- Aveia

Aveia é um superalimento de redução conhecido. Em um estudo tailandês, pessoas com colesterol alto receberam aveia ou farinha de aveia ou arroz por quatro semanas. As pessoas que tiveram a aveia na dieta experimentaram uma redução de 5% no total de colesterol e uma 10% em seu mau colesterol LDL.

No café da manhã, aveia pode ser colocada em smoothies, torrada e polvilhada sobre frutas frescas, dobrada em bolas de energia, em camadas de massa folhada ou adicionada de tigelas de Açaí. Claro, existem dezenas de variações de aveia durante a noite nos dias de hoje. Além disso, farinha de aveia pode ser servida salgados, bem como doce. Fazê-lo com caldo de legumes orgânico de baixo teor de sódio em vez de água e adicione a abobrinha picada, cebola picada, cogumelos, alho e tempero de ervas italiano. Em seguida, cubra com um ovo frito.

Você também pode usar aveia para revestir o peixe assado ou frango (no lugar de pão ralado) e como um enchimento em almôndegas. E aveia e farinha de aveia são ingredientes para cookies saudáveis e assados...

publicidade

...e sobremesas. 

4- Amêndoas

Um estudo publicado no Journal of Nutrition encontrou que entre pacientes com doença de coração, consumir apenas 10 gramas de amêndoas antes do almoço (que é cerca de 8 amêndoas), significativamente aumentou os níveis de HDL. Na semana 6, os valores de colesterol bom dos pacientes foram 12-14% mais alto, e na semana 12 eram 14-16% maior, em comparação aos níveis de base.

Além de refeições com amêndoas inteiras, você pode usar manteiga de amêndoa e farinha de amêndoa em muitas refeições e lanches. Manteiga de amêndoa em smoothies, adicionar a farinha de aveia ou massa folhada, com torradas de pão integral ou para frutas fatiadas. Amêndoas trituradas ou farinha de amêndoa também pode ser usadas para empanar peixes ou aves. Além disso, amêndoas fatiadas podem fazer um ótimo enfeite para qualquer refogado ou prato cozido vegetariano.

Manteiga de amêndoa é também a base para muitas receitas de grande energia, e todas as formas de amêndoas são aliadas em sobremesas. Eu uso farinha de amêndoa, juntamente com a farinha de grão de bico para fazer glúten brownies e muffins de abóbora com especiarias. Eu também adoro misturas amêndoas picadas ou fatiadas no chocolate escuro derretido, juntamente com cerejas secas picadas e gengibre, tornar a casca.

5- Chá verde

Uma estratégia para reduzir o risco de doença cardíaca é reduzir o colesterol ruim LDL sem baixar também o colesterol bom HDL. A boa notícia? Chá verde parece fazer o truque.

Uma meta-análise de pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition constatou que o consumo de chá verde reduziu significativamente os níveis de colesterol total (por mais de 7 mg/dL) e reduziu significativamente os valores de LDL (por mais de 2 mg/dL) sem qualquer efeito sobre HDL protetora.

Além de beber quente ou gelado de chá verde, você pode ser incorporado em suas refeições. Use chá verde gelado como o líquido em smoothies ou marinadas. O chá verde quente como base para sopas, ou usá-lo para arroz ou legumes a vapor.

Chá verde gelado e aromatizado com gengibre fresco, hortelã ou manjericão e fruta fresca, também é um dos meus ingredientes para cocktail. Experimentá-lo em uma margarita no lugar de um misturador açucarado. Brinde!

Sobre o Autor

Médico Generalista escritor com 35 anos de experiência em Clínica Geral / Saúde da Família.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.

publicidade