O que é Cardiomiopatia em Adultos?

O que é Cardiomiopatia em Adultos?

Cardiomiopatia refere-se a doenças do músculo cardíaco. Estas doenças têm muitas causas, sinais e sintomas, e tratamentos.

Cardiomiopatia refere-se a doenças do músculo cardíaco. Estas doenças têm muitas causas, sinais e sintomas, e tratamentos. O músculo do coração torna-se aumentado, grosso ou rígido em cardiomiopatia, e em casos raros o tecido muscular é substituído por tecido cicatricial.

Como a condição piora, o coração se torna mais fraco e menos capaz de bombear o sangue através do corpo e manter um ritmo elétrico normal. O resultado pode ser insuficiência cardíaca ou batimentos cardíacos irregulares chamados arritmias. Um coração enfraquecido também pode causar outras complicações, como problemas de válvula cardíaca. 

Os principais tipos de cardiomiopatia são:

  • Cardiomiopatia dilatada
  • Cardiomiopatia hipertrófica
  • Cardiomiopatia restritiva
  • Displasia ventricular arritmogênica direita

Alguns outros tipos de cardiomiopatia são chamados de "cardiomiopatia não classificada". No entanto, outro tipo é "cardiomiopatia induzida por estresse", também conhecida como síndrome do coração partido.

A cardiomiopatia pode ser "adquirida", o que significa que se desenvolve por causa de outra doença, condição ou fator, ou "herdado", o que significa que o gene da doença foi transmitido de um pai. Muitas vezes, a causa não é conhecida. A cardiomiopatia pode afetar todas as idades, embora certos grupos etários sejam mais propensos a ter certos tipos de cardiomiopatia. Este artigo concentra-se em cardiomiopatia em adultos.

A cardiomiopatia em adultos pode não ter sinais ou sintomas e não precisa de tratamento. Mas outros casos de cardiomiopatia, a doença se desenvolve rapidamente com sintomas severos, e complicações graves ocorrem. Os tratamentos incluem mudanças de estilo de vida, medicamentos, cirurgia, dispositivos implantados para corrigir arritmias e outros procedimentos não cirúrgicos. Estes tratamentos podem controlar sintomas, reduzir complicações, e impedir que a doença piore.

O que causa cardiomiopatia?

Muitas vezes, a causa da cardiomiopatia não é conhecida, como é frequentemente o caso quando a doença ocorre em crianças. A cardiomiopatia pode ser adquirida devido a outra doença ou condição. Se a cardiomiopatia é herdada, um gene foi passado para baixo de um pai, algo pesquisadores estão continuando a estudar.

Entender o risco de cardiomiopatia

Todas as idades e raças podem ter cardiomiopatia, mas certos tipos de doença são mais comuns em certos grupos.

A cardiomiopatia dilatada é mais comum em afro-americanos do que em brancos. É também mais prevalente em homens do que em mulheres. Adolescentes e adultos jovens são mais prováveis do que as pessoas idosas para ter arritmogênica displasia ventricular direita, embora seja raro em ambos os grupos.

Principais fatores de risco

Certas doenças, condições ou fatores podem aumentar seu risco de cardiomiopatia. Entre os principais fatores de risco estão:

  • Histórico familiar de cardiomiopatia, insuficiência cardíaca ou parada cardíaca súbita 
  • Uma doença ou condição que pode levar à cardiomiopatia, como doença coronariana, ataque cardíaco, ou uma infecção viral que inflama o músculo do coração
  • Diabetes ou outras doenças metabólicas, ou obesidade grave
  • Doenças que podem danificar o coração, tais como hemocromatose, sarcoidose ou amiloidose
  • Alcoolismo a longo prazo
  • Pressão arterial elevada a longo prazo

Algumas pessoas com cardiomiopatia nunca têm sinais ou sintomas, por isso é importante identificar aqueles que podem estar em alto risco. Outros não têm sinais ou sintomas nos estágios iniciais da doença. Sinais e sintomas de insuficiência cardíaca geralmente ocorrem mais tarde como o coração enfraquece.

Estes sinais e sintomas incluem:

  • Falta de ar ou dificuldade respiratória, especialmente com esforço físico
  • Fadiga
  • Inchaço nos tornozelos, pés, pernas, abdômen e veias no pescoço

Sinais adicionais e sintomas podem incluir tonturas; desmaio durante a atividade física; arritmias (batimentos cardíacos irregulares); dor no peito, especialmente após o esforço físico ou refeições pesadas; e sopros cardíacos. Sopros cardíacos são sons extras ou incomuns que são escutados durante um batimento cardíaco.

Como é diagnosticada a cardiomiopatia?

O seu médico vai diagnosticar cardiomiopatia com base em suas histórias médicas e familiares, um exame físico e resultados de teste.

Especialistas envolvidos

Muitas vezes, um cardiologista ou pediatra diagnostica e trata cardiomiopatia. Estes médicos especializam-se em doenças cardíacas.

Histórias médicas e familiares

Seu médico vai querer aprender sobre o seu histórico médico e vai querer saber quais os sinais e sintomas que você tem. Seu médico também vai querer saber se alguém em sua família teve cardiomiopatia, insuficiência cardíaca, ou parada cardíaca súbita.

Exame físico

Usando um estetoscópio, seu médico vai ouvir o seu coração e pulmões para sons que podem sugerir cardiomiopatia e pode até sugerir um certo tipo de doença. Por exemplo, a sonoridade, o tempo e a localização de um sopro cardíaco podem sugerir cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva. Um som de "crepitação" nos pulmões pode ser um sinal de insuficiência cardíaca.

Certos sinais físicos também ajudam o seu médico a diagnosticar cardiomiopatia. Inchaço dos tornozelos, pés, pernas, abdômen ou veias em seu pescoço sugerem acúmulo de fluidos, um sinal de insuficiência cardíaca.