Cuidado com o excesso de frutas
Autor: Dr. Pedro Lemos

Cuidado com o excesso de frutas

Nunca se esqueça de procurar a ajuda de um profissional especializado para equilibrar a dieta de acordo com as suas necessidades específicas.

publicidade

Muitos de nós passaram a acreditar que comer mais saudável significa ingerir muitas frutas e legumes. Enquanto frutas e vegetais são muito melhores para você do que alimentos refinados como biscoitos e batatas fritas, pesquisas indicam que frutas em excesso podem ser prejudiciais à sua saúde.

Grande parte da fruta que é cultivada hoje é muito mais rica em açúcar do que seria em um ambiente natural. Você já provou um mirtilo selvagem? Que tal uma maçã selvagem? Por conta própria, elas são deliciosas, mas você pode se surpreender ao descobrir que elas não são tão doces como variedades modernas. Ao longo de milhares de anos, os seres humanos conseguiram tornar os frutos maiores e mais doces do que os seus antecessores através da hibridização.

Mas o açúcar da fruta é natural, então você deve ser capaz de comer o quanto quiser, certo? Esta pergunta é melhor pedida aos fruteiros - pessoas que não comem nada além de frutas cruas. Não é incomum que um fruticultor rigoroso coma cinco bananas e cinco tâmaras para o café da manhã, um grande cantilupo para o almoço e cinco pêssegos grandes para o jantar.

Alguns fruticultores adotam uma abordagem mais equilibrada...

publicidade

... e comem muitas frutas menos doces, como o tomate e o zuchinni. Eles também comem muitos verdes folhosos como alface romana.

Independentemente de qual abordagem é adotada, não foi encontrado um único fruteiro rigoroso de mais de dois anos que não tivesse desafios significativos de saúde. Os desafios mais comuns são cárie dentária, osteoporose, perda de tecido muscular, incapacidade de manter um peso saudável, fadiga crônica, problemas de pele, queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e irritabilidade excessiva.

Alguns desses problemas são o resultado de deficiências nutricionais. As deficiências mais comuns nessa população são as vitaminas B12, A, D, zinco e certos ácidos graxos essenciais.

Outro problema com uma dieta rica em frutas é que pode levar a problemas envolvendo os hormônios que regulam o açúcar no sangue; insulina, glucagon e hormônio de crescimento. Um desequilíbrio crônico desses hormônios é uma maneira segura de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes.

Que as frutas fazem bem à saúde, isso todo mundo já sabe. Mas não se engane achando que as frutas, por serem naturais, podem ser consumidas sem restrições.

As frutas são alimentos saudáveis, ricas em fibras, vitaminas e minerais, responsáveis em nos dar energia e regularizar nosso organismo, podendo ser ingerida...

publicidade

...na forma de sucos, vitaminas, saladas e in natura. Porém, se forem consumidas excesso, elas podem engordar, pois contêm frutose, um tipo de açúcar natural.

O suco de laranja, por exemplo, tem a mesma quantidade de calorias de um refrigerante. As frutas secas e oleaginosas também fazem bem ao organismo, mas precisam ser ingeridas de forma controlada.

Ameixa seca, damasco, passas e tâmaras, por exemplo, são ricas em açúcar, embora tenham vitaminas e sais minerais. Já castanhas, nozes e avelãs possuem altos índices de gordura. Uma colher de sopa de passas tem a mesma quantidade de calorias de uma banana.

Confira algumas frutas muito e pouco calóricas:

Frutas mais calóricas

  • Coco 
  • Açaí 
  • Abacate 
  • Uva 
  • Abacaxi 
  • Manga

Frutas menos calóricas

  • Acerola 
  • Mamão 
  • Morango 
  • Melancia 
  • Maracujá 
  • Maçã

Portanto, se o seu objetivo é manter uma boa forma, não adianta uma dieta cheia de alimentos saudáveis mas em grandes doses.

Qual a quantidade ideal de frutas para ser consumida?

Devemos ingerir em média de 2 a 4 porções de frutas por dia, cada porção equivale mais ou menos a uma fruta média ( 1 maçã, 1 banana, 1 laranja, etc..), ou uma xícara pequena de frutas picadas.

Nunca se esqueça de procurar a ajuda de um profissional especializado para equilibrar a dieta de acordo com as suas necessidades específicas.

Sobre o Autor

Médico Generalista escritor com 35 anos de experiência em Clínica Geral / Saúde da Família.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.

publicidade