Dor abdominal depois de comer alimentos gordurosos

Dor abdominal depois de comer alimentos gordurosos

Dor abdominal depois de comer alimentos gordurosos pode ser desconfortável e preocupante. Diferentes tipos de alimentos provocam respostas variadas do sistema digestivo.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

Dor abdominal depois de comer alimentos gordurosos pode ser desconfortável e preocupante. Diferentes tipos de alimentos provocam respostas variadas do sistema digestivo.

Alimentos ricos em gordura podem desencadear dor abdominal leve a grave por vários motivos. Alguns distúrbios relativamente comuns, como refluxo e síndrome do intestino irritável, podem ser os culpados.

Condições mais graves, como a doença da vesícula biliar, pancreática ou inflamatória intestinal, também podem causar desconforto após a ingestão de alimentos ricos em gordura.

Causas de dor no estômago depois de comer alimentos gordurosos

Dor no estômago depois de comer alimenros gordurosos

Doença da Vesícula Biliar

A doença da vesícula biliar pode provocar dor abdominal depois de comer alimentos gordurosos. A vesícula biliar armazena a bile, que ajuda a digerir as gorduras.

A vesícula biliar contrai e aperta a bile no intestino quando a comida entra no estômago. O bloqueio temporário dos ductos que transportam a bile, por um cálculo biliar ou bile espessa, pode desencadear um ataque da vesícula biliar, conhecido clinicamente como cólica biliar.

A intensa dor abdominal no lado superior direito, que pode irradiar para o ombro, ocorre quando a vesícula biliar se contrai repetidamente para aliviar o bloqueio.

Cólicas biliares às vezes seguem uma refeição rica em gordura, provavelmente devido ao forte efeito estimulatório das gorduras na contração da vesícula biliar.

Dor tipo cólica biliar que piora ao longo do tempo ou persiste por mais de 6 horas, muitas vezes indica progressão para colecistite aguda ou inflamação da vesícula biliar, que requer tratamento urgente. Outros sintomas comuns incluem náusea, vômito, febre e calafrios.

Os fatores de risco para doença da vesícula biliar incluem sexo feminino, rápida perda de peso, obesidade, idade superior a 40 anos e história familiar de doença da vesícula biliar.

Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável (SII) é um distúrbio gastrointestinal funcional comum, no qual os intestinos não apresentam evidências detectáveis da doença, mas às vezes funcionam anormalmente, causando hábitos intestinais alterados.

Síndrome do intestino irritável é diagnosticada com...

publicidade ;)

... base nos sintomas, que podem incluir dor abdominal, inchaço, náuseas e gases. Embora a pesquisa não tenha conseguido identificar de forma conclusiva os alimentos desencadeadores para a síndrome do intestino irritável, as pessoas com essa condição comumente relatam que certos alimentos provocam sintomas.

Os alimentos gatilho variam entre pessoas diferentes. Alimentos ricos em gordura e fritos desencadeiam sintomas da síndrome do intestino irritável em algumas pessoas. Outros alimentos desencadeantes relatados incluem produtos lácteos, álcool, chocolate e cafeína ou bebidas gaseificadas.

Síndrome do intestino irritável ocorre mais comumente em mulheres do que homens. Outros fatores de risco incluem um alto nível de estresse psicológico e tabagismo.

O tratamento para síndrome do intestino irritável se concentra na redução dos sintomas, que envolve principalmente modificações individualizadas na dieta e no estilo de vida.

Gastroparesia e Refluxo

Gastroparesia refere-se ao retardo do esvaziamento de alimentos do estômago para o intestino delgado causado por contrações estomacais reduzidas ou ausentes. Sintomas comuns incluem sentir-se cheio, náuseas, azia e inchaço abdominal superior e dor.

Alimentos gordurosos podem desencadear ou agravar os sintomas de gastroparesia, já que os alimentos com alto teor de gordura permanecem no estômago por mais tempo e atrasam ainda mais o esvaziamento gástrico.

Pessoas com danos nos nervos relacionados ao diabetes e aqueles submetidos a tratamento de radiação abdominal ou torácica podem desenvolver gastroparesia. Medicamentos, como antidepressivos tricíclicos e analgésicos narcóticos, também podem causar a doença.

Alimentos gordurosos também podem contribuir para o relaxamento do banda muscular que fecha o estômago do esôfago. Isso pode levar ao refluxo do conteúdo do estômago para o esôfago, com dor azia no abdome superior. Embora azia ocasional seja comum, azia frequente ou incômoda pode indicar doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), que requer tratamento.

Doença inflamatória intestinal

A doença inflamatória intestinal (DII) inclui a doença de Crohn e a colite ulcerativa, condições caracterizadas por inflamação crônica ou recorrente do trato digestivo, especialmente os intestinos. Com a doença inflamatória intestinal, o sistema imunológico reage anormalmente às bactérias, alimentos e...

publicidade

...outros conteúdos intestinais, levando à inflamação.

Pesquisadores médicos acreditam que a dieta pode afetar a doença inflamatória intestinal e a ocorrência de exacerbações, talvez por influenciar a bactéria no intestino.

Alimentos gordurosos podem causar diarreia, gases e dor abdominal em algumas pessoas com doença inflamatória intestinal. A dor abdominal baixa é um sintoma importante da doença inflamatória intestinal, que pode ser acompanhada de perda de peso, diarreia sanguinolenta e vômitos.

Má absorção de gordura

O sistema digestivo decompõe as gorduras da dieta em moléculas menores que podem ser absorvidas pela corrente sanguínea. Várias condições podem interferir nesse processo, levando à má absorção de gordura. Quando as pessoas com essa condição comem alimentos com alto teor de gordura, a gordura não digerida no intestino freqüentemente causa cólicas abdominais, inchaço, excesso de gases e fezes gordurosas ou diarreia.

Vários distúrbios mediais podem causar má absorção de gordura. Por exemplo, a inflamação pancreática, ou pancreatite, pode levar à má absorção de gordura devido à diminuição da produção de enzimas que digerem gordura.

Doenças do fígado e da vesícula biliar que reduzem a produção ou liberação de bile também podem interferir na digestão da gordura. De outros distúrbios médicos que podem causar má absorção de gordura incluem:

  • Doença inflamatória intestinal
  • Doença celíaca
  • Síndrome do intestino curto
  • Câncer de pâncreas
  • Fibrose cística

Avisos e Precauções

O desconforto abdominal ocasional após a ingestão de alimentos gordurosos geralmente não sinaliza um sério problema médico, especialmente se for resolvido rapidamente. No entanto, a dor persistente ou recorrente pode indicar uma doença significativa.

Consulte o seu médico assim que possível nestas circunstâncias, especialmente se acompanhado por outros sintomas digestivos ou perda de peso. O tratamento depende da causa subjacente e pode incluir medicamentos, modificações no estilo de vida e mudanças na dieta.

Procure atendimento médico imediato se tiver quaisquer sinais ou sintomas de alarme, incluindo:

  • Dor abdominal intensa, persistente ou piora.
  • Febre, calafrios ou pele pegajosa.
  • Vômito persistente ou Vomitando sangue.
  • Fezes sangrentas, marrons ou com alcatrão.
  • Tonturas, vertigens ou desmaios.- Dor no peito ou falta de ar.
publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.