Efeitos colaterais do ácido aspártico

Efeitos colaterais do ácido aspártico

O ácido aspártico é um aminoácido naturalmente encontrado no corpo. Os aminoácidos são compostos que compõem a estrutura das proteínas e exercem atividade biológica individual e combinada.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

Fabricantes de suplementos esportivos fazem uma variedade de alegações sobre produtos. Algumas dessas afirmações são precisas, enquanto outras não são comprovadas.

No caso do ácido aspártico, também chamado DAA, os fabricantes alegam que ele aumenta a testosterona e constroi o músculo. Não há evidência clínica para apoiar esta afirmação.

Além disso, o ácido aspártico pode ter alguns efeitos colaterais prejudiciais. A partir de 2015, especialistas em esportes não recomendaram a suplementação de ácido aspártico.

Antecedentes do ácido aspártico

O ácido aspártico é um aminoácido naturalmente encontrado no corpo. Os aminoácidos são compostos que compõem a estrutura das proteínas e exercem atividade biológica individual e combinada.

O ácido aspártico é um aminoácido não essencial que o corpo produz por si próprio. Nos seres humanos, o ácido aumenta a produção de testosterona, de acordo com um estudo publicado na edição de outubro de 2009 da revista Reproductive Biology and Endocrinology.

Outro estudo...

publicidade ;)

... relatou que, apesar de seu papel na produção de testosterona, a suplementação de ácido aspártico não aumenta a testosterona, a construção muscular ou o desempenho no exercício. O estudo foi publicado na edição de outubro de 2013 da Nutrition Research.

Enzimas hepáticas elevadas

No estudo Nutrition Research, os autores relataram enzimas hepáticas anormalmente elevadas como um efeito colateral da suplementação de ácido aspártico na dose típica.

As enzimas alanina transaminase e aspartato transaminase são proteínas do fígado e um importante marcador da função hepática. Níveis elevados indicam inflamação ou dano às células do fígado. Os dados do estudo sugerem que tomar ácido aspártico afeta adversamente a função hepática.

Marcadores renais elevados

A função renal é outro marcador elevado em voluntários, de acordo com os autores do estudo do Nutrition Journal. Os rins realizam várias funções diárias que são vitais para a sua saúde, incluindo a filtragem dos resíduos, regular...

publicidade

...o nível de ácido, equilibrar a água e ajudar a regular a pressão arterial.

Marcadores da função renal, como creatinina, ureia e ácido úrico, são usados para avaliar quão bem os rins estão funcionando. Marcadores elevados sugerem que a suplementação de ácido aspártico coloca uma carga sobre os rins, afetando negativamente a função renal.

Efeitos colaterais adversos do uso do ácido aspártico

Os sistemas do seu corpo trabalham juntos para mantê-lo saudável. Quando um órgão é afetado negativamente, ele pode influenciar outras funções de saúde.

Os autores do estudo na Nutrition Research relataram que, em comparação com os níveis basais, a suplementação de ácido aspártico leva a alterações insalubres do colesterol.

Como os rins e o fígado desempenham um papel na regulação do colesterol, os autores do estudo teorizaram que o efeito adverso que o ácido aspártico tem sobre esses órgãos é provavelmente responsável pelas mudanças no colesterol.

publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.