Espondiloartrite | Causas, Sintomas e Tratamento
Autor:

Espondiloartrite | Causas, Sintomas e Tratamento

Espondiloartrite são doenças inflamatórias que envolvem tanto as articulações, tendões e ligamentos.

O que é espondiloartrite?

Espondiloartrite é um termo para doenças inflamatórias que envolvem tanto as articulações, tendões e ligamentos (os locais onde os ligamentos e tendões se unem aos ossos).

Doenças do tecido conjuntivo que causam a inflamação das articulações. Essas doenças afetam as articulações e a coluna. O mais comum destas doenças é espondilite anquilosante.

Outros incluem artrite reativa, artrite psoriática e artrite enteropática, que está associada com a doença inflamatória intestinal.

Espondiloartrite, na maioria dos casos, afeta principalmente a coluna vertebral. Alguns formulários podem afetar as junções periféricas--aquelas nas mãos, nos pés, nos braços e nas pernas.

Causas de espondiloartrite

Há um componente genético forte ao desenvolvimento de espondiloartrite.

Os cientistas identificaram 30 genes que causam espondilite anquilosante. O gene chama HLA-B27.

Quase todas as pessoas brancas com espondilite anquilosante levam este gene. Pessoas com HLA-B27 também são mais propensas a ter artrite enteropática; no entanto, outras causas não são claras.

Os cientistas acreditam que pode estar relacionada com bactérias que entram no intestino danificado.

Sintomas de espondiloartrite

Espondiloartrite tem dois padrões principais de sintomas. Para a maioria das pessoas, o primeiro sintoma e predominante é a dor lombar. Se não controlada, o envolvimento espinal pode progredir, resultando em fusão das...

... vértebras e limitando a mobilidade da espinha.

Menos comumente, o principal sintoma é o inchaço nos braços e pernas. Isto é referido como espondiloartrite periférica.

Inflamação articular muitas vezes vem e vai e é acompanhada por fadiga. Outros problemas podem ocorrer junto com espondiloartrite, incluindo osteoporose, dor e vermelhidão do olho, inflamação da válvula cardíaca aórtica, inflamação intestinal e psoríase da doença da pele.

Diagnóstico espondiloartrite

O diagnóstico de espondiloartrite é baseado principalmente nos resultados de uma história médica e exame físico, mas os médicos podem requisitar imagens e testes sanguíneos para confirmar o diagnóstico.

Raios-x das articulações do sacro-ilíaca, um par de articulações na pélvis, muitas vezes mostram mudanças chamadas sacroilitis em pessoas com espondiloartrite.

Se essas mudanças não aparecem no raio-x, mas os sintomas sugerem espondiloartrite, o médico pode tomar uma imagem de ressonância magnética (MRI) que pode mostrar essas mudanças antes de um raio-x pode.

Um exame de sangue para o gene HLA-B27 também pode ajudar a confirmar um diagnóstico suspeito de Espondiloartropatia. No entanto, nem todos com o gene têm ou vão desenvolver artrite. Portanto, uma descoberta positiva por si só não significa espondiloartrite.

Tratamento para espondiloartrite

Vários medicamentos, incluindo vários não esteróides anti-inflamatórios (AINEs), são eficazes para aliviar a dor...

publicidade

...e a inflamação em espondiloartrite.

Quando o inchaço comum não é difundido, as injeções de uma medicamentação do corticosteróide diretamente na junção ou na membrana que circundam a área afetada podem fornecer o relevo rápido.

Quando estas drogas por si só não fornecem alívio, os médicos podem prescrever Drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DMARDs) para aliviar os sintomas e evitar danos comuns.

Drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DMARDs) são mais eficazes para a artrite que afeta as articulações dos braços e pernas.

Outra classe de medicamentos chamados de necrose tumoral Alpha (TNF-Alpha) bloqueadores são eficazes para a artrite da coluna vertebral e articulações dos braços e pernas. No entanto, eles são caros e podem aumentar o risco de infecções graves.

Antibióticos podem ser úteis para a artrite reativa. Quando a inflamação destrói a cartilagem nos quadris, a cirurgia para substituir o quadril com uma prótese, chamada substituição total do quadril, pode aliviar a dor e restaurar a função da articulação.

Espondiloartrite e auto-cuidado

Auto-cuidado para espondiloartrite deve abordar tanto os efeitos físicos e emocionais da doença através de escolhas de estilo de vida saudável, como o exercício regular e não fumar. Aconselhamento ou participação em um grupo de apoio também pode ser útil.

Sobre o Autor
Dr. Pedro Lemos - Médico Generalista escritor

Médico Generalista escritor com 35 anos de experiência em Clínica Geral / Saúde da Família.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.

publicidade