Fadiga é o Sintoma mais comum na Doença de Crohn

Fadiga é o Sintoma mais comum na Doença de Crohn

Fadiga pode ter um grande impacto sobre as pessoas que têm a doença de Crohn e colite ulcerativa, afetando seu trabalho, a vida diária e a qualidade de vida.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

Fadiga e a Doença de Crohn

A fadiga é um sintoma muito comum na doença de Crohn. Em um estudo, cerca de três quartos das pessoas com a doença ativa relataram altos níveis de fadiga. Outros estudos de pessoas cuja doença em remissão verificou-se que a fadiga continua a ser um problema para 30 a 40% delas.

Fadiga pode ter um grande impacto sobre as pessoas que têm a doença de Crohn e colite ulcerativa, afetando seu trabalho, a vida diária e a qualidade de vida.

Efeitos diretos da doença de crohn, além de outros fatores que frequentemente afetam as pessoas com doença de Crohn, dor, ansiedade, depressão, dificuldade para dormir, também podem contribuir para

publicidade ;)

... href="https://www.indicedesaude.com/sindrome-da-fadiga-cronica/">sentimentos de fadiga.

Fadiga é o sintoma mais comum na doença de Crohn
Um Sintoma comum da Doença de Crohn é a Fadiga

O que pode ser feito sobre isso?

A fadiga é um problema complicado com resposta fácil. Aqui estão algumas idéias:

Doença de Crohn sob controle

As pessoas cuja doença está em remissão têm menos queixas de fadiga. Medicamentos que se destinam a inflamação, tais como terapias biológicas (pegol, adalimumab, infliximab) e imunomoduladores (azatioprina, mercaptopurina, metotrexato), ajudam muitas pessoas a se sentir melhor, com menos fadiga.

Trate a anemia

A falta de células vermelhas do sangue é um problema comum entre as pessoas com Doença de Crohn. Pode...

publicidade

...contribuir para a baixa energia e fadiga.

Converse com seu médico sobre os medicamentos

Certos medicamentos utilizados para tratar a doença de Crohn, tais como corticosteróides (prednisona), podem levar à fadiga, diretamente ou interferir o seu sono.

Procure terapia psicológica

Considere a possibilidade de falar com um médico ou um conselheiro sobre maneiras de gerenciar a fadiga e outros fatores psicológicos que podem afetar a fadiga, incluindo estresse, ansiedade e depressão.

Para combater a fadiga, também é útil incluir atividade física na sua rotina diária, comer alimentos saudáveis e ter um sono adequado. Não se esqueça de compartilhar suas preocupações sobre fadiga com seu médico para que ele ou ela pode ajudar a encontrar formas de abordar esta questão.

publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.