5 maneiras de diminuir a dor nas costas
Autor: Dr. Pedro Lemos

5 maneiras de diminuir a dor nas costas

Fazer 30 minutos de exercício diário de baixo impacto, como caminhar, nadar ou praticar ioga, pode ser tudo o que precisa para fazer a diferença na severidade de sua dor nas costas.

publicidade

De acordo com o envelhecimento ao longo dos anos, você provavelmente vai notar um aumento significativo na quantidade de dor nas costas que você experimentar em uma base regular.

Enquanto algum desconforto é inevitável, quanto mais velho, há medidas que você pode tomar para minimizar o estresse que você colocar nas suas costas durante todo o dia.

A pior coisa que você pode fazer para dor nas costas é ignorar ou tentar "duro para fora"; Você só vai acabar fazendo mais mal do que bem. Se suas costas começar a doer e a dor nas costas se tornar debilitante que se contornar é um incômodo, você precisa fazer alguma coisa antes que seja tarde demais.

1- Postura

Você já ouviu isso desde que era criança na mesa de jantar: sente-se direito! A má postura causa um estresse indevido e evitável em seu pescoço, coluna vertebral, ombros e pescoço, e isso nos faz olhar como homens das cavernas.

Claro, sentar-se em linha reta leva um esforço consciente em todos os tempos, especialmente quando assistir TV ou ficar na Internet bem próximo ao monitor. Juntamente com os vários exercícios que podem ajudar a melhorar sua postura, se o hábito de conscientemente sentar alto com seus ombros. Esperar que, depois de um tempo se tornará um hábito natural.

2- Avaliar a...

publicidade

... sua situação de sono

Se você passar noites em claro, virando na cama tentando ficar confortável, seu colchão pode ser o problema. Há muitos fatores que entram em escolher o colchão certo, como a quantidade de sustentação que você precisa, bem como se você dorme de costas, lado ou barriga para baixo.

Enquanto existem medidas que você pode tomar para evitar dor nas costas, você pode fazer muito. Certifique-se que quando você deitar todas as noites, você está recebendo o conforto que você merece.

3- Manter-se ativo

Já foi mencionado anteriormente a importância do exercício, mas não é suficiente apenas esticar um pouco e assumir a que sua dor nas costas só vai derreter afastado.

Fazer 30 minutos de exercício diário de baixo impacto, como caminhar, nadar ou praticar ioga, pode ser tudo o que precisa para fazer a diferença na severidade de sua dor nas costas. Não só isso, mas você provavelmente vai acabar perdendo um pouco de peso, que por sua vez irá colocar menos estresse nas costas.

No entanto, como eu disse, não pense que você pode relaxar o resto do dia só porque você já fez sua rotina de exercícios para o dia. Ser ativa significa ficar ativo. Faça tudo que puder para evitar longos períodos sentado ou deitado, se você não quer...

publicidade

...sua dor nas costas possa retornar.

4- Remédios naturais

A razão pela qual estes remédios são chamados de suplementos é porque eles fazem exatamente isso: complementar as outras ações que você precisa tomar para aliviar a dor nas costas.

Anti-inflamatório natural como gengibre, cúrcuma e capsaicina vêm em cremes, comprimidos ou mesmo chás e podem te dar o conforto necessário para tomar novas medidas em direção a um estilo de vida mais saudável.

5- Meditar e estar atento

Parece estranho, mas meditação pode criar uma certa harmonia entre sua mente e seu corpo que vai certamente ajudar quando você está se sentindo frustrado devido à dor nas costas. Embora ainda não existam muitas pesquisas sobre meditação e dor nas costas, aliviar os sintomas físicos, ela permite você a ser mais consciente de como você vai sobre sua vida em uma base diária.

Como mencionado anteriormente, ser consciente significa simplesmente fazer um esforço consciente para cuidar de suas costas em todos os momentos. Significa evitar movimentos extenuantes e atividades, bem como levantar objetos que são mais pesados do que você sabe, que você deveria estar levantando.

Permanecer consciente do fato de que seu corpo "não é o que costumava ser" pode ser difícil de fazer, mas é definitivamente melhor do que estar deitado numa cama de hospital!

Sobre o Autor

Médico Generalista escritor com 35 anos de experiência em Clínica Geral / Saúde da Família.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.

publicidade