O que impede a dor da fibromialgia de diminuir
Autor:

O que impede a dor da fibromialgia de diminuir

A dor da fibromialgia é complexa e envolve múltiplas disfunções na forma como o corpo processa sinais.

A dor da fibromialgia é complexa e envolve múltiplas disfunções na forma como o corpo processa sinais. Uma dessas disfunções de processamento lida com algo chamado inibição da dor.

A dor da fibromialgia irradia?

Fibromialgia é muito mais do que algumas dores e dor ao redor do seu corpo. Esta dor é frequentemente descrita como uma dor profunda e irradiada. A dor pode aumentar com atividade, tempo frio ou úmido, ansiedade e estresse. Às vezes pode melhorar ao longo do dia, mas geralmente piora à noite.

Na maioria das pessoas, a dor sustentada ou repetida é percebida como diminuição. Por exemplo, quando elas colocam um par apertado de calças, pode ser um pouco doloroso no início, mas então a dor desaparece. Se o dentista cutucar gengivas saudáveis várias vezes, a primeira cutucada machucará o pior e as subsequentes doerão menos.

Isso porque caminhos no cérebro e medula espinhal entram em ação para bloquear a sensação de dor. Eles inibem sinais de dor. É como seu corpo está dizendo: "Isso dói". Você claramente entende isso agora, então eu vou apenas diminuir a intensidade um pouco...

... para você.

No entanto, um conjunto crescente de evidências mostra que esse sistema não funciona corretamente em pessoas com fibromialgia. O resultado é que a cintura da calça continua te machucando o dia todo, e cada cutucada da ferramenta dentária é tão dolorosa quanto a primeira. Isso é parte do que é frequentemente descrito como seu corpo "aumentando o volume".

A Falta de Inibição da Dor

Não entendemos completamente a dor da fibromialgia e o papel desempenhado por essa falta de inibição. No entanto, é possível que ela não só contribua para a nossa carga geral de dor, mas poderia realmente desempenhar um papel na manutenção da doença. Dois estudos publicados no início de 2012 apoiam essa visão e contribuem para a compreensão da inibição disfuncional nessa condição:

  1. Em um estudo no The Clinical Journal of Pain comparando níveis de inibição da dor em pacientes com fibromialgia, pacientes com síndrome intestinal irritável e pessoas saudáveis, os pesquisadores observaram ausência de inibição da dor naqueles com fibromialgia acompanhada de respostas anormais no sistema nervoso autônomo.
  2. Um estudo publicado na Molecular Pain utilizou ressonância magnética funcional (fMRI)...

    publicidade

    ...para analisar a conectividade entre partes do cérebro na fibromialgia. A ressonância magnética revelou que os participantes com fibromialgia reduziram a conectividade na rede inibitória do cérebro, que envolve a amígdala, hipocampo e tronco cerebral.

Pesquisadores do segundo estudo acrescentam que seu trabalho pode levar ao uso clínico da ressonância magnética para fornecer aos médicos uma medida objetiva de desregulação da dor. Uma medida como essa poderia ajudar os médicos a diagnosticar e tratar a fibromialgia de forma mais eficaz. Uma característica fundamental da fibromialgia é a hiperalgesia, que é quando o sistema nervoso intensifica os sinais de dor. Pesquisas sugerem que problemas com inibição da dor contribuem para a hiperalgesia.

Vivendo com inibição da dor desregulada

A fim de conviver com a carga de dor extra adicionada pela inibição da dor desregulada, você pode querer fazer algumas mudanças. Muitas pessoas com fibromialgia prestam atenção especial à maneira como se vestem para evitar roupas apertadas ou que possam arranhar. Também pode ajudar a antecipar situações que podem causar dor, como consultas ao dentista e mamografias, e tomar medicação para dor antes de ir.

Sobre o Autor
Dr. Pedro Lemos - Médico Generalista escritor

Médico Generalista escritor com 35 anos de experiência em Clínica Geral / Saúde da Família.

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.

publicidade