Quais são as causas da deficiência de enzimas digestivas pancreáticas?

Quais são as causas da deficiência de enzimas digestivas pancreáticas?

Condições que afetam o pâncreas ou a vesícula biliar podem causar uma deficiência nas enzimas pancreáticas, levando a distúrbios digestivos com uma variedade de sintomas.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

O pâncreas, um pequeno órgão localizado atrás do estômago, produz enzimas digestivas que fluem pelos ductos pancreáticos até o intestino delgado, onde ajudam a decompor as partículas dos alimentos em nutrientes utilizáveis.

Enzimas pancreáticas incluem uma mistura de enzimas proteolíticas que degradam proteínas, lipases que digerem gorduras e amilases responsáveis pela quebra de carboidratos.

Condições que afetam o pâncreas ou a vesícula biliar podem causar uma deficiência nas enzimas pancreáticas, levando a distúrbios digestivos com uma variedade de sintomas.

Causas da deficiência de enzimas digestivas pancreáticas

Pancreatite aguda

A pancreatite, inflamação do pâncreas, pode ocorrer como uma condição de início súbito agudo. Normalmente, as enzimas pancreáticas permanecem inativas até atingirem o intestino delgado.

A inflamação do pâncreas, no entanto, faz com que as enzimas ataquem os tecidos dentro do pâncreas, levando a uma deficiência de enzimas pancreáticas no sistema digestivo.

Pancreatite aguda pode ocorrer devido à presença de pedras na vesícula, consumo excessivo...

publicidade ;)

... de álcool, trauma abdominal, medicamentos, infecções, tumores ou anormalidades genéticas.

A pancreatite aguda causa dor abdominal súbita, náusea, vômito, febre e pulso rápido, e pode levar à desidratação e pressão arterial baixa.

Pancreatite Crônica

A pancreatite crônica descreve a inflamação do pâncreas que não melhora ou piora com o tempo, levando a danos permanentes no pâncreas. A causa mais comum de pancreatite crônica, de acordo com a National Digestive Diseases Information Clearinghouse, é o consumo pesado de álcool a longo prazo.

A inflamação a longo prazo do pâncreas permite que as enzimas digestivas danifiquem as células do pâncreas, levando ao acúmulo de tecido cicatricial.

Com o tempo, as enzimas destroem o pâncreas, resultando em uma deficiência de enzimas digestivas pancreáticas. Embora os pacientes com pancreatite crônica apresentem dor abdominal, esta dor diminui à medida que o nível de enzima diminui.

A falta de enzimas causa diarreia e fezes oleosas, já que as...

publicidade

...gorduras não podem ser digeridas. Sem enzimas pancreáticas suficientes, há menos nutrientes disponíveis para entrar na corrente sanguínea, levando à perda de peso.

Câncer de pâncreas

O câncer de pâncreas descreve o crescimento anormal de células dentro do pâncreas, conhecidas como tumores endócrinos, ou nos ductos pancreáticos, conhecidos como tumores exócrinos.

Os tumores pancreáticos podem interferir na capacidade do pâncreas em produzir enzimas digestivas, levando a uma deficiência.

Pedras biliares

A vesícula biliar, um órgão encontrado sob o fígado, funciona para armazenar a bile, uma substância produzida pelo fígado que contém água, sais, gorduras e bilirrubina.

As pedras biliares se formam quando as substâncias no fluido caem da solução e se tornam sólidas.

As pedras biliares que deixam a vesícula biliar podem ficar alojadas no ducto biliar comum, que se junta com o ducto pancreático. Isso pode levar à inflamação do pâncreas e afetar a capacidade do pâncreas de produzir enzimas digestivas.

publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.