Adultos com TDAH frequente podem gerar demência

Adultos com TDAH frequente podem gerar demência

Adultos com déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) têm três vezes maior risco de desenvolver uma forma comum de demência degenerativa chamada Demência por Corpos de Lewy.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

Adultos com déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) têm três vezes maior risco de desenvolver uma forma comum de demência degenerativa chamada Demência por Corpos de Lewy (DLB), diz um novo estudo.

"Demência por Corpos de Lewy" são pedaços de depósitos de proteínas anormais que se desenvolvem dentro das células nervosas e interrompe o funcionamento do cérebro - são encontrados em pessoas com doença de Parkinson e outros distúrbios neurológicos.

Pesquisadores da Argentina estudaram 109 pacientes (idade média 75) que tiveram a demência com Corpos de Lewy, 251 com Mal de Alzheimer em um grupo controle de 149 pessoas saudáveis (idade média de 74 em ambos os grupos último).

Eles descobriram que 48% dos pacientes que sofriam de demência com Corpos de Lewy já haviam sofrido quando adultos de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), em comparação com 15 por cento daqueles com doença de Alzheimer.

O estudo foi publicado na edição de janeiro/2011 do European Journal of Neurology.

"Acredita-se que cerca de 10% dos casos de demência de Corpos de Lewy em pessoas mais velhas,...

publicidade ;)

... mas ela tende a ser subdiagnosticada, pois ele compartilha algumas características com as duas doenças: Alzheimer e Parkinson", segundo autor Dr. Angel Golimstok.

"É uma condição neurológica degenerativa que tem um efeito progressivo e incapacitante em habilidades físicas e mentais de uma pessoa," Golimstok acrescentou.

"Outros sintomas podem incluir recorrentes como alucinações visuais, flutuações nas habilidades diárias da pessoa e os problemas de movimento espontâneo semelhante aos observados no mal de Parkinson."

Acredita-se que os problemas são via neurotransmissores que estão envolvidos no desenvolvimento de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e Demência por Corpos de Lewy (DLB), então o time de Golimstok queria testar a teoria de que o TDAH freqüentemente precede a Demência por Corpos de Lewy (DLB).

"Acreditamos que nosso estudo é o primeiro de seu tipo para examinar a associação entre os sintomas clínicos de adultos com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e demência por corpos de lewy e que estabeleceu uma ligação clara entre as duas condições", disse Golimstok.

Por que o link? "Acredita-se que os mesmos problemas das vias...

publicidade

...neurotransmissoras estão envolvidos no desenvolvimento de ambas as condições, então nossa pesquisa se propôs a testar a teoria de que o adulto com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) precede a demência do corpo de Lewy", disse Golimstok em um comunicado à imprensa.

Os pesquisadores acreditam que seu estudo é o primeiro a olhar para a ligação entre os sintomas de TDAH e demência.

No transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), frequentemente diagnosticado na infância, as pessoas têm problemas em prestar atenção e podem agir impulsivamente.

Os sintomas podem persistir na idade adulta.

“Nossa hipótese é que o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) pode ser o resultado clínico do primeiro passo desses distúrbios nas vias e, depois de muito tempo, esse problema degenera para uma patologia mais grave mudanças estruturais no cérebro, como demência por corpos de lewy".

"Uma pergunta a ser respondida em um futuro próximo é: o tratamento disponível para o TDAH pode impedir a conversão para uma doença degenerativa, como a demência do corpo de Lewy?" escreve Golimstok.

publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.