7 hábitos diários que podem acabar com a azia

7 hábitos diários que podem acabar com a azia

Independentemente de como os sintomas de azia são ruins, combater com êxito a azia e refluxo ácido também requer algumas mudanças no estilo de vida, que vão desde o alimento que você come para as roupas que veste.

publicidade
publicidade
Sintomas e Doenças

Antiácidos e medicamentos prescritos são os tratamentos mais comuns para a azia. Em casos mais graves, cirurgia pode até ser necessária.

Independentemente de como os sintomas de azia são ruins, combater com êxito a azia e refluxo ácido também requer algumas mudanças no estilo de vida, que vão desde o alimento que você come para as roupas que veste.

1- Refeições pequenas e mais freqüentes

As refeições são muitas vezes um gatilho para os sintomas da azia. Na verdade, buffets de rodízio são quase sempre uma receita para a azia. Um estômago cheio pode causar o relaxamento da válvula entre o estômago e o esôfago (conhecido como o esfíncter esofágico inferior ou LES), empurrando os ácidos do estômago de volta para o esôfago.

Comer várias refeições pequenas durante todo o dia ao invés do padrão pequeno-almoço, almoço e jantar. (Não faça a última refeição tarde demais, no entanto: comer perto da hora de dormir, também pode desencadear sintomas de azia).

2- Cortar alimentos junk food

Seja chocolate ou cafeína, certos alimentos e bebidas são notórias para exacerbar os sintomas da azia. A lista inclui alimentos picantes, carnes vermelhas gordas, batatas fritas (e outras frituras), frutas cítricas, cebola crua, tomate, manteiga, óleo, hortelã, chocolate e cafeína. Você não tem que ficar condenado a uma dieta de bananas e frango cozido. Faça uma dieta balanceada e não exagere...

publicidade ;)

... nas frituras, gorduras e fast food.

3- Não beba álcool

O álcool é uma má idéia para a maioria das pessoas com azia, especialmente se você bebe demais, ou em uma base regular. Álcool relaxa o esfíncter esofágico inferior, que permite que o ácido do estômago possa rastejar para o esôfago.

Um estudo de 1999 no jornal americano de medicina encontrou que a porcentagem de pessoas relatando sintomas de refluxo aumentou com o número de bebidas consumidas semanalmente. Aqueles que bebem mais do que sete drinques por semana foram as mais susceptíveis de ter azia.

4- Perder peso

Excesso de peso pode contribuir para a azia e refluxo ácido. Um estudo de 2003 de mais de 10.000 pessoas no International Journal of Epidemiology encontrou uma forte ligação entre sintomas da azia e índice de massa corporal (IMC).

As pessoas obesas são quase três vezes mais prováveis que pessoas com peso normal de ter azia e refluxo ácido. Especialistas não sabem exatamente o porquê.

Excesso de gordura abdominal pode colocar pressão sobre o estômago, mas também pode causar alterações hormonais ou químicas que tornam o corpo mais suscetível a refluxo ácido.

5- Não usar roupas apertadas

Com a gordura da barriga em excesso, roupas que são apertadas podem ajustar meio fora de forma e empurrar contra o seu estômago e forçar o ácido para o esôfago. Claro, essas calças...

publicidade

...ficam bem, mas vale a pena? Se você tem azia, pule faixas, cintos, meias e roupas de baixo que podem ser muito apertadas.

6- Levante a cabeça para dormir melhor

O que o sono tem a ver com azia? Mais do que você imagina. Evite comer antes de dormir e elevar sua cabeça de seis a oito polegadas, enquanto você dorme. Esta posição não necessariamente pode reduzir a freqüência de refluxo ácido, mas a pesquisa mostra que isso ajuda a drenagem ácida de estômago do esôfago mais rapidamente.

Um estudo relatou um aumento de 67% no tempo de liberação de ácido. Não possui uma cama ajustável? Escorar sua cama em blocos especialmente concebidos ou usar uma cunha de espuma, que os quais você pode encontrar lojas no máximo em casa. (Acumular as almofadas não é tão eficaz.)

7- Parar de fumar

Todo mundo sabe que fumar danifica seu coração e pulmões. Mas e o seu sistema digestivo? Sim, isso também. Nicotina, álcool, pode piorar os sintomas da azia, relaxando o esfíncter esofágico inferior, que faz com que o ácido do estômago para o fluxo de volta para o esôfago.

Fumar também causa sais biliares que podem migrar do intestino para o estômago e reduzir a quantidade de saliva que produzem. (Saliva ajuda a liberar o ácido gástrico do esôfago e contém um natural ácido-lutador, bicarbonato).

publicidade

Aviso Saudável
Os conteúdo do artigo e demais informações divulgadas não devem substituir a orientação ou o diagnóstico de profissionais de saúde ou um especialista na área de saúde.
Em caso de emergência médica ligue para 192 e solicite ajuda!
Disque Saúde SUS (Sistema Único de Saúde) ligue para 136
Centro de Valorização da Vida (CVV) ligue para 188.